Motivar uma equipe desmotivada, ou manter um time com a moral alta e motivado é um trabalho que demanda tempo e dedicação. Consiste em uma ação que vai muito além do simples fato de reunir seus colaboradores mais qualificados e com currículos excepcionais.

Trata-se de um processo que envolve uma somatória enorme de esforços, parecido com um treinamento olímpico ou uma preparação para algo que requer um enorme gasto de energia. Talvez esta seja uma analogia um pouco exagerada mas deu pra entender o recado.

A empresa precisa se manter constantemente focada em estabelecer uma estrutura de trabalho em equipe  ideal e ainda guiar seus colaboradores a ir de encontro aos resultados almejados.
Mas, como tornar esse um cenário realmente possível diante de tantas dificuldades e até mesmo dúvidas? Como superar os entraves que são criados por um cenário de crise e incertezas de mercado? Ou, no caso do esporte, como a equipe pode influenciar na busca da tão sonhada medalha?

Esse é um aspecto que não somente envolve uma grande quantidade de empresas nos dias atuais, como também corporações de todos os tamanhos e perfis.
Motivar uma equipe desmotivada certamente é um desafio que não pode ser ignorado diante de tantos outros que surgem na trajetória de qualquer empresa!

Ter uma equipe desmotivada  pode ser considerado como uma pedra bem incômoda diante do caminho que poderia levar sua empresa rumo ao sucesso. Justamente por esse motivo ele deve ser visto como um ponto crucial de desenvolvimento. Eu particularmente acredito muito nisso e estou ligado em minha equipe na Metodologia Gustavo Borges e nas academias.

Motivar uma equipe não é fácil, mas pode ser o ponto de partida para mudar a direção da sua empresa!

Liderança

Liderar! Certamente essa deve ser a premissa básica para poder fazer com que sua empresa consiga crescer em todos os sentidos!

Mas, o grande ponto diante dessa constatação não consiste em apenas liderar, mas acima de tudo, saber liderar. O fato é que ainda muitos empresários não conseguem entender de forma eficiente essa linha tênue.

A desmotivação está entre os principais fatores que geram o aumento da rotatividade dentro das empresas. Isso pode acabar resultando em um perigoso cenário: a perda de talentos! E o chamado turnover,  pode acarretar uma lista extensa de prejuízos para uma empresa, e por esse motivo entender como liderar uma equipe desmotivada é um ponto de partida realmente crucial!

Uma das maiores questões que podem ser evidenciadas nesse sentido é justamente em como saber desenvolver ações que sejam estratégicas. Alem disso, que ainda permitam um impacto de fato relevante no final das contas.

Existem diversos caminhos que podem ser adotados. Um dos aspectos mais comuns pode ser associado à ausência de reconhecimento, remunerações não adequadas, falta de empatia com os colaboradores, planos de carreira e até mesmo dificuldades de comunicação e relacionamento com o próprio líder.

A somatória de todos esses elementos pode ser uma faísca para que tudo possa acabar ruindo dentro do ambiente da empresa. Com isso podemos ter uma queda expressiva na motivação dos funcionários em seu ambiente de trabalho.

Um bom líder é justo

Para tentar contornar essa condição, é preciso que a empresa dedique seus esforços a tentar consolidar estratégias de liderança realmente eficientes.  Isso ajuda o gestor a reverter um quadro negativo e criar, no final das contas, um ambiente mais positivo e também produtivo!

Um bom líder é justo, dá bons exemplos e conversa com seus colaboradores. Desta forma age de forma dura com os problemas e brando com as pessoas. O resultado tranforma uma equipe focada no alto desempenho.

Produtividade

Se a produtividade está se revelando abaixo do esperado, bem como os resultados aquém de suas expectativas, isso pode ser um ponto de atenção! Quando a empresa percebe que os profissionais não estão respondendo à altura dos desafios propostos, é preciso entender onde está a fonte do problema.

Para poder compreender melhor sobre isso, confira abaixo quais podem ser os principais fatores que podem acarretar uma desmotivação dentro da sua empresa.

Fatores que desmotivam

· Gestão de má qualidade;
· Uma ausência de planos de desenvolvimento;
· Um ambiente de trabalho que seja pouco desafiador ou até mesmo frustrante;
· Metas que sejam consideradas incompatíveis ou impossíveis de serem conquistadas.
· Uma comunicação que não seja eficiente ou intuitiva;
. Baixa participação da equipe em projeto e na construção da empresa.
· Nenhum ou baixo reconhecimento diante dos esforços da equipe;

Logicamente esses são alguns dos fatores possíveis, talvez os mais comuns, que podem acarretar um ambiente de trabalho realmente desmotivador. Mas, quando você se dedica a compreender quais as alternativas para liderar melhor a sua equipe, poderá reconhecer não somente esses aspectos como outros.  Neste caso,  é aí que a gestão de pessoas se faz tão necessária!

É importante que o gestor esteja realmente disposto (e demonstre isso) a ouvir e ainda ser realmente transparente com todos os profissionais. Quanto mais próximo da sua equipe, mais você saberá os problemas que precisara enfrentar.

Defina objetivos para conseguir motivar sua euipe!

A falta de objetivos, ou a incapacidade de alcançá-los, pode influenciar de forma bem direta no aspecto da motivação dos profissionais de uma equipe, o que já ficou evidente que poderá lhe trazer diferentes prejuízos no final das contas.

Portanto, a melhor maneira de motivar uma equipe é por meio do esforço do líder em apontar um rumo para os colaboradores. Isso faz com que eles tenham conhecimento sobre qual a direção que deverá ser seguida.

Diante disso, a união poderá estabelecer que todos os colaboradores estão atuando em prol de metas estipuladas – mas, elas precisam ser atingíveis, senão o processo também estará fadado ao fracasso.

Responsabilidades

Uma outra maneira de conseguir agregar uma maior motivação para os funcionários da empresa pode ser por meio de uma ação bastante poderosa: apontar o papel de cada membro dentro de uma empresa.

Um erro bastante recorrente nos dias de hoje é querer que um único colaborador faça de tudo um pouco. Essa visão equivocada de querer otimizar custos é perigosa.  Mas, o que muitos acabam esquecendo é que o acúmulo de funções pode gerar um forte descontentamento e até mesmo a desmotivação.

Valorize as pessoas

Aprender a liderar uma equipe também quer dizer que deverá haver uma maior valorização de cada um dos colaboradores. Cabe ao gestor tomar medidas que permitam fazer com que isso aconteça. Diante disso, compete ao gestor reunir seus colaboradores de forma periódica ou individual. Importante fazer com que todos eles possam compreender o quanto eles realmente representam para a empresa!

A estratégia a ser adotada inicialmente nesse sentido pode ser por meio de um sistema de avaliações e feedbacks.  Podemos evoluir posteriormente para reuniões que sejam ainda mais constantes.

Por meio dessa iniciativa, os profissionais que estejam desmotivados poderão redescobrir seus papéis e funções.  Muito importante entender o que ele pode esperar da empresa e o que a empresa espera dele!

Diante disso, fica evidente que esse engajamento é uma troca extremamente positiva e promissora.  Portanto, é uma união de fatores que podem gerar bons frutos para ambos os lados!

Estimule o engajamento

Uma boa parte dos líderes acaba deixando de lado um fator essencial – o engajamento de seus colaboradores! Isso pode ser considerado um erro, em todos os sentidos, podendo até mesmo ter um custo muito alto quando se trata da gestão interna da empresa.

Por esse motivo, a principal medida que precisa e deve ser adotada por sua empresa consiste na tentativa de estimular a participação de todos. Desta forma se abre um bom espaço para que os colaboradores possam expor suas opiniões e ideias.

Na hora de tomar decisões envolva a sua equipe!

Quando nossa empresa procura estabelecer um tipo de padrão mais claro e objetivo, com o envolvimento da equip, o problema tende a ser minimizado.

E vale ainda destacar que essa medida poderá conceder ainda maior autonomia para seus colaboradores, bem como uma maior flexibilidade. Esses aspectos são amplamente desejados por diversos profissionais e que até mesmo estimulam seu crescimento.

Uma forma bem eficiente de se trabalhar os talentos internos da sua empresa é justamente adotar esse caminho. Afinal, não faz o menor sentido ter talentos incríveis na sua equipe, quando o seu potencial não é bem aproveitado. Isso acaba sendo péssimo para o colaborador, que poderá se sentir frustrado em um determinado momento.

Participação

Comprometimento e participação sempre andam juntos. Portanto, sempre que você quiser mais comprometimento da equipe, aumente a participação. Isso serve para construção de indicadores, projetos específicos, discussões gerais e planejamento estratégico.

Claro que fica difícil, dependendo do tamanho da empresa, tomar decisões sempre com a participação de todos. Importante cuidar da forma para que o resultado seja o esperado, aumento de comprometimento. Com isso certamente a equipe se tornará mais engajada aumentando a motivação.

Demonstre interesse genuíno  pelos colaboradores

Você acredita que demonstra o interesse suficiente por seus colaboradores? Procure ser sincero diante dessa questão porque ela precisa ser realista e objetiva! Ou seja, uma boa conversa muitas vezes conseguimos dar um grande passo para podemos alinhas expectativas ou corrigir problemas.

Quando eu participei de um processo de educação para os negócios chamado Metanóia, aprendi que uma conversa de VALOR precisa ser: Verdadeira, Assertiva, Literal, Oportuna e Relevante. Não tem erro, se a conversa tem essas características você teve uma boa conversa.

Empresas lidam com pessoas, e pessoas precisam de reconhecimento e um ambiente humanizado.
.

Colaboradores capacitados, ambiente mais motivador!

Além de ser um grande parceiro, o líder precisa ser um mentor que se dedica a atuar na capacitação de seus colaboradores. Essa medida poderá ser vital, uma vez que poderá minimizar uma possível insatisfação dos membros de sua equipe.

Com capacitações periódicas, o líder poderá ter a oportunidade de qualificar a sua equipe e ainda desenvolve-los de forma promissora. Isso pode acontecer tanto no âmbito profissional, como também no pessoal. E o que isso quer dizer? Que a sua empresa poderá estar contribuindo para que haja uma geração positiva de resultados cada vez mais consistentes e sólidos. Com isso, certamente, resultados melhores para a empresa!

Existem inúmeras maneiras de tornar isso possível e assim motivar uma equipe, por exemplo:
· Workshops internos;
· Promover a participação em congressos;
· Participação em palestras de seu segmento de atuação;
· Realizar treinamentos internos;

Vamos em frente

Com certeza não existe uma formula mágica para resolver todos os nossos problemas e desafios de uma só vez. Porém, temos ao nosso dispor muitos caminhos já testados e informações suficientes para tomar as decisões corretas.  Com isso podemos chegar mais perto do nosso sonho e bater nossas metas. O importante é termos persistência e consistência em qualquer ação que tomarmos em nossas vidas. Vale aqui a busca de um centésimo de segundo por vez para que possamos ter uma equipe mais engajada, feliz e produtiva.